Home Traumatismos Traumatismos

Traumatismos

O que são Traumatismos?

Traumatismos são lesões que ocorrem por uma ação externa ao organismo (como um impacto ou movimento brusco) que causam a incapacidade dos tecidos corporais manterem a integridade da sua estrutura e/ou função.

Na prática do desporto, as lesões dos membros inferiores são responsáveis por mais de 50% das lesões em todas as modalidades.

A entorse do tornozelo encontra-se entre as lesões mais comuns do desportista.

Alongamento brusco e forçado de um ligamento. A gravidade da entorse depende de um ou mais ligamentos serem lesados e de ocorrer rotura parcial ou completa do ligamento.

A entorse resulta habitualmente de uma rotação brusca ou de uma queda. A entorse do tornozelo é o traumatismo mais frequente da população ativa; pode também verificar-se no joelho, no punho e no polegar.

Em Portugal, cerca de 30% dos atletas apresentam pelo menos uma entorse do tornozelo durante a sua carreira.

Entorse

Alongamento brusco e forçado de um ligamento. A gravidade da entorse depende de um ou mais ligamentos serem lesados e de ocorrer rotura parcial ou completa do ligamento.

A entorse resulta habitualmente de uma rotação brusca ou de uma queda. A entorse do tornozelo é o traumatismo mais frequente da população ativa; pode também verificar-se no joelho, no punho e no polegar.

Em Portugal, cerca de 30% dos atletas apresentam pelo menos uma entorse do tornozelo durante a sua carreira.

Alongamento brusco e forçado de músculo ou tendão. A gravidade da lesão depende do grau de estiramento, podendo ocorrer rotura parcial ou completa da estrutura envolvida.

A distensão é frequente em movimentos repetitivos (ténis, ginástica, golf) ou bruscos e mal executados (levantar um peso exagerado numa má posição), afetando com frequência os músculos das costas ou da parte posterior da coxa.

Distensão ou estiramento

Alongamento brusco e forçado de músculo ou tendão. A gravidade da lesão depende do grau de estiramento, podendo ocorrer rotura parcial ou completa da estrutura envolvida.

A distensão é frequente em movimentos repetitivos (ténis, ginástica, golf) ou bruscos e mal executados (levantar um peso exagerado numa má posição), afetando com frequência os músculos das costas ou da parte posterior da coxa.

Cuidados no tratamento
das lesões musculares

Imobilização

Um curto período de imobilização com contenção adesiva firme ou similar é recomendado. Este período de repouso permite que o tecido cicatricial reponha a falha muscular.

Utilização de Muletas

Devem ser utilizadas muletas (canadianas) para as lesões musculares mais graves dos membros inferiores, principalmente nos três a sete dias iniciais.

Tratamento da fase aguda

O tratamento imediato para a lesão do espaço esquelético ou qualquer tecido de partes moles é conhecido como princípio PRICE (Proteção, Repouso, Ice/Gelo, Compressão, Elevação).

A justificação do uso do princípio PRICE constitui uma mnemónica fácil que tem por objetivo minimizar o sangramento no local da lesão, reduzir a dor e a reação inflamatória.

Uso de Gelo e Compressão

Está demonstrado que o uso precoce de gelo (crioterapia) está associado a um hematoma significativamente menor na zona em que as fibras musculares estão seccionadas, menor inflamação e regeneração acelerada.Recomenda-se a combinação do uso de gelo e compressão por turnos de 15 a 20 minutos, repetidos entre intervalos de 30 a 60 minutos.