fbpx
Home Bem-Estar Acabou de sofrer uma entorse? Saiba o que fazer!

Acabou de sofrer uma entorse? Saiba o que fazer!

Acabou de sofrer uma entorse? Saiba o que fazer!

No desporto, é comum sofrer entorses, podendo ser muito doloroso!

O que é uma entorse

Uma entorse é um mecanismo de lesão que leva a articulação ao extremo dos seus limites biomecânicos fisiológicos, devido a um movimento brusco, forçado, não controlado, podendo resultar em lesões. Em casos de maior gravidade, pode mesmo ocorrer fratura, lesão da cartilagem articular e até mesmo de estruturas neurais.

No desporto, as receções de saltos em diferentes tipos de piso, as mudanças de direção bruscas, os diferentes momentos de aceleração/desaceleração, o contato inesperado com o adversário, aumentam o risco de ocorrência de lesão, sendo o tornozelo e o joelho as articulações com maior incidência de lesão por entorse na prática desportiva.

O que deve fazer logo após sofrer um entorse? Terapia PRICE

Tem como principal objetivo o controlo da fase inflamatória, podendo esta fase prolongar-se até 5 dias após a ocorrência de lesão. A inflamação é fundamental para a normal regeneração dos tecidos. O objetivo é controlá-la e não eliminá-la. Nesta fase irá sentir dor que agrava com o movimento, dor em repouso, limitação dos movimentos por dor e rigidez, aumento de volume por edema e derrame articular. Vai sentir a zona mais quente, por aumento da temperatura local, e existência de rubor (vermelhidão). Pode ainda existir equimose (região negra), podendo esta aparecer 24 a 48 horas após a lesão.

P(rotection) – Proteger a articulação lesionada / controlar atividade.

É importante proteger a sua articulação de forma a evitar o agravamento da lesão. O movimento é importante para a recuperação, pois permite uma normal reparação dos ligamentos que sofreram lesão, mas numa primeira fase deve evitar atividades que lhe provoquem dor e possam aumentar o risco de recidiva de lesão.

Poderá utilizar canadianas caso apresente dor durante a marcha. No entanto, a utilização de canadianas deve ser durante o menor tempo possível para evitar complicações como a falta de força de todo o membro lesionado, que irá atrasar toda a recuperação e regresso à atividade desportiva. Deve sempre que possível recorrer a um profissional de saúde, médico ou fisioterapeuta, para uma avaliação mais cuidada e para análise da pertinência de realização de exames complementares, como o RX, no sentido de despistar possíveis fraturas.

R(est) – Repouso.

A atividade excessiva precoce pode exacerbar a resposta inflamatória, atrasando todo o processo de recuperação. Deve procurar descansar e evitar a carga excessiva na sua articulação.

I(ce) – Gelo

Deve aplicar gelo sobre a área afetada durante 10 a 15 minutos de 2 em 2 horas. O gelo permite o controlo da resposta inflamatória, na progressão do edema e no alivio da dor. Deve ser aplicado envolvido num pano ou toalha. Deve ter cuidado em não aplicar o gelo diretamente na pele para evitar possíveis queimaduras.

C(ompression) – Compressão.

A compressão através da aplicação de uma ligadura funcional, permite um melhor controlo e absorção do edema, e promove uma imobilização seletiva dos movimentos que desencadeiam dor e que coloquem em tensão as estruturas lesionadas. Deve dirigir-se a um fisioterapeuta para a realização de uma ligadura funcional, para que esta seja o mais direcionada possível para o seu tipo de lesão e estruturas afetadas.

E(levation) – elevação para facilitar o retorno venoso e linfático.

Elevar o membro ajuda no retorno venoso e consequente diminuição do edema.

ATENÇÃO: Deve evitar o calor e a massagem nesta primeira Fase, assim como, a realização de alongamentos que possam colocar em estiramento estruturas lesionadas. Pode nesta fase colocar o Thrombocid Pomada em camada fina sobre a região da pele afetada, uma ou várias vezes por dia, friccionando ligeiramente. 

Gostou deste artigo? Mantenha-se saudável com as dicas dos nossos especialistas

Dicas Relacionadas